• Leila Kelly

Mostro só o que quero que seja visto


A selfie


Oito de junho de 2020. Minha máscara é essa: um meio sorriso, doce e melancólico. Um aviso de que estou bem, apesar de saber que a realidade dos dias tem sido dura. Essa é a minha máscara diária, ninguém sabe direito como estou, se bem ou se mal, apenas deixo pistas suficientes para um entendimento rápido, sem maiores detalhes; é exatamente isso que eu quero. Não quero perguntas, não quero me explicar.


Hoje, essa é minha máscara, meu escudo, minha armadura e minhas armas de proteção. Só por hoje…








O auto retrato


Você consegue me ver? Estou armada e pronta para a batalha. Não estou feliz, não hoje. Hoje estou preparada para botar pra correr quem quer que se atreva a tentar derrubar minhas defesas. Me camuflo em minha própria matéria. Olhos atentos a todo e qualquer sinal de perigo. De cara fechada, coração acelerado; estou pronta! Magoada, ferida, inflamada, pronta pra uma guerra.. mais do que isso.. já estou em guerra, e aqui dentro a guerra é assustadoramente verdadeira...


Sou a fera, escondida, atenta a cada detalhe pronta para atacar, então… recue.. fique de longe se você não quer se machucar.



Série produzida a partir de um estudo dirigido online no período de pandemia.

5 visualizações
  • Instagram

leilakelly.go@gmail.com

São Paulo - Brasil