top of page

Ancestral

está costurado em nós

nós e amarras

será possível desatar?


conhecimento e sabedoria

me interessam

o peso, a culpa

nem tanto


furo o dedo com a agulha do passado

dividir o o sangue

redimir a culpa

a que me lançam

por não ser o que desejam

a minha própria por querer ser por mim


sem culpa

me isento

um furo, uma gota

de liberdade

























detalhe obra ancestral, 2003

díptico, 17 x 12 x 4,5 cm cada

gravura, papel artesanal, agulha, tinta, vidro, cortiça, linha

9 visualizações0 comentário

Commenti


bottom of page